Benditas Palavras Bem Ditas: Banquete.

sexta-feira, outubro 15

Banquete.

novac


"Às vezes, na madrugada, o coração resolve abrir uma caixa velha guardada dentro dele e quando acordamos, damos de cara com a saudade. Enorme! Aí a gente se pergunta como ela cabe lá. De sobrancelhas levantadas e roupão, não pede licença, diz bom dia por entre os dentes, serve um café amargo com prego, que desce rasgando pela garganta e as lágrimas surgem. Geléia na colher enferrujada para lamber e nos lembrar que há doçura e ela é irremediável. Cantarolando, prepara o almoço em fundas panelas de barro para confortar o estômago, polvilha com gergelim e beterraba para renovar a circulação e desopilar os sentimentos. O jantar é uma salada de frutas frescas com mel, que derrete na língua, escorre pelo canto da boca, suja a camisa e engorda. A saudade é um banquete de vários sabores. Nem todos a gente gosta, mas bota pra dentro. Os gostosos têm temperos naturias secretos, pequenas porções de conservantes, que aquecem, permeiam, são dissolvidos com carboidratos, uma pitada de vento no rosto e nos presenteiam com lindos sorrisos crus de olhos fechados na sobremesa".


Fernand's



Benditos sorrisos meus. Muitos.

Por falar em sobremesa, hoje quero
um suculento bolo de chocolate! rsrs




15 comentários:

Orianna R. Alves disse...

Gostei tanto da sua visita, que decidi vir aqui também.
E adivinha? Me identifiquei com este texto.

beijos da Ori.

Guará Matos disse...

Toma pra você um pote de geleia lotado de carinho.

Bjs.
_______
Visite também o:
http://sites.google.com/site/blablablaseafins

Fernand's disse...

Guará,
que delícia. Obrigada.




Orianna,
seja bem bem vinda. Que bom que gostou.

Ricardo Maciel disse...

Belo texto!
A gente começa a ler e não consegue parar enquanto não acaba.
Muito bom. ^^

Lina disse...

Nossssss. Queblog lindo!!!!!!!
Amei tudo.

Juliana Carioni disse...

A saudade é um banquete de vários sabores. [2]

Linda palavras, lindo blog, Fernand´s. Parabéns!!!

beijão Juliana *-*

Fernand's disse...

Juliana e Lina,
sejam bem vindas. Fico feliz por terem gostado.




Ricardo,
hmmmm bom saber! rs

Pimenta disse...

E Eu, carolinas com sorvete de nata....
bjo

Jessy Rodrigues disse...

Um baita banquete de saudade.
Por vezes na medida certa.
Por vezes que exagerei e passei mal...

Saudades...

Amei o texto, sério.
Sabe quando tu abre um livro e lê um parágrafo que tem tudo haver com você?
acontece quando venho ao teu blog... de verdade, me indentifico muito aqui..

Beijos Estalados.

Silvio Paglia disse...

Saudade é visceral, descrito aqui.



...

Muito bem por sinal.

http://pagliaclasssics.blogspot.com

Maria Paula Alvim disse...

Dizem que a saudade é o amor que ficou quando tudo mais se foi... Ótimo texto. Bjs

Mulher Vã disse...

Saudade é um troço esquizito! E a analogia do seu texto ficou perfeita, especialmente na parte da geléia servida na colher enferrujada. A saudade é hora doce, hora amarga, quando não embala, derruba da cama!

E o finalzinho me fez lembrar da Gal: "Quando eu fecho os olhos, vejo só voce"

Maso bom dissotudo é que, quando se trata de saudade, não estamos sozinhos!

Um beijo pra voce, moça =)



Júlia Petit disse...

O ruim da saudade que nos faz
sorrir, é que dá mais saudade.






Tenho saudades de ti. Doces.
***Beijos***

Tempestade disse...

Fê,

Seu complemento é perfeito,parece que combinamos no assunto.
Saudade é tudo isso mesmo...
Ando saudosa....

Beijos!

Fernand's disse...

tempestade,
saudade é uma coisa que me acompanha sempre.