Benditas Palavras Bem Ditas: Ensaios

quinta-feira, maio 15

Ensaios




 
 
 
Trecho de "Verdades e mentiras".
Para não escutar, use a tesoura:






Diet Munhoz






"Entendi sua pergunta.
Sim, me reconheço indigesta. Às vezes sou intragável. Falo se tiver permissão, não cuspo desaforos. Embora escutar a verdade seja sempre ofensa para alguns. Alguns muitos. Mentira é maquiagem que enruga a alma. Se posso, digo a verdade que fica entalada na garganta alheia, mas é antiácido para o meu estômago, enfezado e retorcido com sinceridades que borbulham.

Tapem os ouvidos! Costurem boca da verdade! Escondam-se de si mesmos!
 
Concordo contigo, escutar é opcional, gostar igualmente. A mentira desce mais suave, escorrega macia pelo tímpano e  cresce feito um monstro lá dentro - uma hora fica difícil engolir a próxima. Sei também que a verdade me deixa nua, transparente, ainda assim me veste muito bem. Pode ser que eu fique na mão de alguém quando sou sincera, mas não recuso a verdade que não me deixa presa em mim(...)"
 
 
 
LêF.
mar.2011
 
 
 
 
 
 
 

5 comentários:

Amanda Borba disse...

sou dessas.

JuliaF disse...

Le, te conheço e sei que vc não abre mão da verdade mesmo e isso foi um dos motivos que me fizeram querer tua amizade. Deu super certo!



Tem e-mail!
Beijo, Julia Foz

Gugu Keller disse...

A verdade não é coisa que se diga impunemente.
GK

Felipe Sanches disse...

Quando as pulsantes vísceras berram.

Blog Salva disse...

Há de se ter coragen para falar sempre a verdade!