Benditas Palavras Bem Ditas: Minha amora

domingo, maio 11

Minha amora








Arquivo pessoal - ABRIL, 1979.
@lefernandss







Mãe é um bichinho que não cansa e sempre tem razão. Vem pra gente com o estoque de disposição, abraço e dedicação vitalícios. Mãe sabe de tudo e, a gente não faz ideia de onde elas guardam, mas têm um manual de instruções secreto para lidar com curativos, ansiedade e medo dos rebentos, objetos quebrados, animais doentes, decepções, saudade, notícias ruins, dor de barriga e surpresas. 

A minha veio com passe livre para me dar puxões de orelha, castigos, broncas, surras e com a habilidade ímpar para fazer as minhas comidas preferidas - até hoje, quando vou passar uns dias em sua casa. Com ela aprendi que liberdade é compromisso, é trato de confiar - em mim mesma e em quem deixo livre. Mãe é aquele ser que nos prova amor a todo instante... E uma das maiores que dona Odete me deu, foi literalmente abrir as portas do mundo quando resolvi sair de casa, há 18 anos.

A quem me deu a personalidade acalorada, o valor da amizade, do caráter, do respeito, a gargalhada  alta e a paixão pela simplicidade, o meu obrigada sem fim. Minha gata baixinha, que arranca de mim uma baita risada quando diz que é ela quem vai fazer minha próxima tattoo (com ferro quente), que é doida para ser avó, que sempre acertou os chinelos que me tacou e não erra até hoje sobre mim, com sua vidência, e finaliza com o velho e chato "eu te avisei". 

Que eu possa sempre: te ouvir, mesmo escolhendo outra opção; ter teu colo disposto para minhas lágrimas; sentir o sabor da tua comida nas receitas que vc me dá;  ter motivos para rir contigo até doer a barriga, feito duas doidas; que a tim não corte nossas ligações no meio; que eu alcance a tão sugerida paciência que me ensinas e que sempre, sempre seja possível diminuirmos o tamanho do mapa e ficar juntinhas. Mãe, o meu fenômeno e feminino da palavra amor. ♥ 



[Já conto as horas para te ter aqui, daqui a um mês, poder te amassar e dizer no teu ouvido "te amo loucamente, gata".]




Tua filha preta, LêF.





5 comentários:

Anônimo disse...

Obrigada pela linda mensagem minha filha. Ser mãe é uma dádiva de Deus e com certeza ele me deu duas jóias! Te amo muito minha preta e tô morrendo de saudade. Com amor, sua mamãe :*

Lê Fernand's disse...

hmmmmmm nem foi preciso eu falar da sua meiguice... rsrsrs te amo, minha gata! <3

Lê Fernand's disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JuliaF disse...

Le, a leveza e descontração da tua fala nos deixa próximos à tia Odete. Muito lindo! Queria estar aí quando ela chegar! Saudades!



Beijo, Julia Foz

BRASIL BLOG disse...

Uma bela relação madura. Parabens.