Benditas Palavras Bem Ditas: Língua inquieta.

quarta-feira, maio 25

Língua inquieta.








"nunca aposte em qualquer animal
que tenha a habilidade de falar,
com exceção de você mesmo"
ernest  hemingway






catherine campbell






É uma menina que fala.
Fala tudo. Verborrágica. Tagarela por necessidade, para sobreviver. Basta bater um friso de inspiração para expirar as letras. Quando pequena, ouviu de sua mãe que "fala quem lê e escuta". Assim que aprendeu, lê de um tudo: romance, tragédia, jornal, comédia, bula de remédio, anuário, outdoor e dicionário. Ouve igualmente: palestra - descarta o que não presta; discurso de político - blá blá blá típico; aviso de porteiro; música no banheiro; fofoca de vizinho que difama baixinho; sermão de padre e, no fim da missa, até papo de comadre.

Enche o peito de ar para declamar com boca farta as que o coração escolhe. Segundo ela, palavras que coração elege são certeiras, benditas. Ela diz que não existem palavras feias, algumas são esquisitas, mas feio é quem não sabe brincar com elas e monta tudo errado. Palavra tem que receber carinho, afago, senão elas se afogam e aí... No meio do percurso você perde o discurso. Dona de um vasto vocabulário, difícil ter quem a emcabule. Fala bem, o que na telha vem, coisas sérias, pelos cotovelos, amenidades, mais que a preta do leite, abobrinhas, orações e até sozinha. Qualquer coisa, ela desvia e diz que é tudo desvario da língua louca que não se aquieta na boca.


Fernand's







42 comentários:

Vera Lúcia Duarte disse...

Essa menina sabe o que diz.
E vai longe...
Beijo.

Emoções disse...

Poetas, homens da arte em geral.
Foram e sempre serão como uma ponte
Entre o imaginário antigo e o real presente.
Como bons feiticeiros trazem
Ás almas insatisfeitas como que uma porção mágica
Que causa um breve delírio voluptuoso
Um extasiar fugaz, que alivia os ais,
Dos inconformados com a realidade contemporânea.
Todavia seu ungüento não dura mais que alguns instantes
Seu efeito curador se converte em um maior pesar
Maior que a dor atroz do passado.
Portanto, dou um conselho aos amantes das belas artes.
Não dêem ouvidos aos artistas do presente
Sejam vocês mesmos uma ponte e o viajante
Para ir ao mundo da pura arte...
Vão ao encontro do elixir da eterna melancolia
Na fonte, na sua origem, onde jorra com perfeição,
Tanto o bem, quanto o mal dos seus sublimes criadores.

Beatriz Amorim disse...

Essa menina está muito sabida.
E certíssima ao pensar que as palavras que o coração escolhe são certeiras, benditas. (:

Um beijo!

Anônimo disse...

Lingua inquieta? Erotico isso, Fer! rsrs
LKeu meu email?
bj minah poetisa

Andressa disse...

Bendito sois os que agem assim.

HComunic disse...

E eu aposto que é a lingua que não se aqueta mesmo.
É que quando se descobre o poder que ela tem, não se consegue mais parar.
Muito bom o seu espaço, lindas palavras as suas.
Te espero no meu espaço, para conhecer uma novidade bacana que estou trazendo.
Um abraço.

Patrícia Rocha disse...

Essa menina que está certa, fala, declama seus pensamentos e lê todos os sentimentos :)

Beijos mil para ti :**

CIELLO disse...

eu eu nao me canso de passar por aqui pra dar uma espiada nestas benditas palavras... !!! bjo

Az.) disse...

ai, eu também adoro falar. Sou muito tagarels ow hauahua ;*

OceanoAzul.Sonhos disse...

Conheço meninas assim, falam imenso, mas é bom, pois falam de coração e da vida, deliciam quem as sabe ouvir.
beijos
oa.s

Pri Kiguti disse...

Fer,
tb tenho a língua inquieta...
É um dom e um defeito!
Mas vem cá combinar: SOMOS FELIZES ASSIM, né?!
Bjão!
^^

Confissões de uma borboleta disse...

São indicios de uma sagacidade voraz, falar, pensar, falar...e com coração. Bem ditas as suas palavras.
Beijos

Noh Gomes disse...

Se vc não existisse moça eu te inventava, juro.

Beijo
Noh

Dan disse...

"mais que a preta do leite" seria algo como "mais que o homem da cobra"?

adorei a tal Bibi Tanga! fino!

bjão gata!
:D

Idiótica. disse...

Perfeito, você escreve tudo incrivelmente bem, até rimando. rs
Adorei a historinha da minha vida, sim, por que você me descreveu aí, falo muuuito, muito mesmo, mas ainda prefiro falar no papel. (:

Cynthia Osório disse...

e carinho às palavras é o que não falta nessa poesia-prosa!

deia.s disse...

O trecho no início é bastante verdadeiro! :)

Mensagem Efêmera disse...

"Verborrágica". Uma das minhas palavras favoritas.

Guilherme disse...

Tem vezes que escolho palavras num universo meu onde vendo gelo pra esquimó, com outras, nem a mim mesmo conveço.

Heat disse...

QUe lindo!!!

AMEIII

RosaMaria disse...

Eu falo, e falo muito.

E adoro ser assim.

Beijos!

Leonardo Batista disse...

seu blog é lindo!

Parabéns.

Tarsila Aroucha disse...

haaa adorei, tudo bom, tudo lindo.. (:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá menina
Já é uma coisa nata. Saber falar e brincar com as palavras, é um privilégio pra poucos.
Bjux

Flor de Lótus disse...

Oi,menina!Eu adoro falar sabe,mas quando o assunto é falar o que eu sinto, aff maira eu gelo, eu travo,as palavras se descordenam todas, por isso acho bem mias fácil escrever sobre o que eu sinto do que falar, preciso trabalhar isso melho.Realmente acho uqe não existem palavras feia o problema é o modo ocm elas são ditas, algumas podem ser mais letais que uma arma de fogo.
Beijosss

hellomotta disse...

Essa sou eu.

ErikaH Azzevedo disse...

Escrever é ter um coração pulsante n ponta dos dedos...as vezes nos dedos, outras na boca.
Sejamos dessas tauicardias todas menina.

Bjos

Erikah

Lobo disse...

Confesso que não tem dom com a palavra falada. me dou melhor com a escrita. Sei lá, me inibe menos. Beijo Fer!

нєllєи Cαяoliиє disse...

e calar porque?
se é necessário que nos ouça,sabes bem ela o quanto isso é bom!
Ps: Fê,gosto muito das imagens que tú posta!
Beijo

Raphael Martins disse...

Oi, linda. Tô sem pc, tenho acessado da lan house, por isso ando meio ausente nesse cantinho aqui. Assim que puder voltarei com mais frequencia. Bjs!

Luana Almeida disse...

Falar, escrever e ouvir é um dom. ^^

Flores!

Etiene disse...

lingua louca que não se aquieta na boca ...


adoreiii

beijussss

Renata Diniz disse...

Pois é. Eu li em algum lugar: falar é prata, calar é ouro. Gostei, como sempre, do que li aqui. Bjs!

Nara Sales disse...

Bendita palavras benditas! Tanto a fala quanto a escrita, são as nossas ligações com o mundo.

Danny Vidal disse...

Ih sá menina, apostar é sempre tão perigoso...Mas eu vou contra a maré e aposto todas as minhas fichas no próximo.
rs

bjon

Anônimo disse...

a tempos não te li*
pura falta de tempo
e nem mesmo...o tempo
fez esquecer
a sensação gostosa
das palavras bem ditas

Um bj grande MENINA'

João e Paula

mfc disse...

A verdade das emoções e dos sentimentos!

Priscila Lopes disse...

você manda muito bem.
estou fã.

NDORETTO disse...

Verdade. Manda bem.

Liza Leal disse...

Adoro ver uma criança q mal sabe falar, gesticular as palavras c/dificuldade... e graça.

bjim
Bom fim de semana!
=)

BRASIL BLOG disse...

Não apenas verborrágica, principalmente
talentosa com elas!
Sorte das palavras.

BRASIL BLOG disse...

Não apenas verborrágica, principalmente
talentosa com elas!
Sorte das palavras.