Benditas Palavras Bem Ditas: Eles, até hoje.

sexta-feira, maio 6

Eles, até hoje.








via web






Suor, dedos com gosto de sal, bocas molhadas e cabelos desgrenhados. Dentro, uma coisa macia, irrecusável e disposta, que deixa seus corpos moles, cheios de suspiros, responsável por saírem na rua ao fim do dia com cara de quem acabou de acordar, quando, na verdade, não pregaram o olhos. Seus rostos meio amassados sorriem aquele sorriso de criança que acabou de ganhar o mundo ou que tem pernas muito longas para abraçá-lo. Tanto querer que chegam a irritar pessoas desacostumadas ao carinho com seus olhares brilhantes e barulho de seus estômagos roncando, pedindo comida para acabar com aquele jejum de amantes, que só sentem fome um pelo outro, feito canibais deles mesmos. Donos de dois corações enormes, contaminados por um vírus, uma bênção ou uma sorte que até hoje eles não sabem o que é e que nome tem, mas costumam chamar de amor. Até hoje.




Fernand's









40 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Um vírus ótimo de ser contraído, principalmente quando correspondido.
Bjux

' disse...

Um vírus ótimo de ser contraído, principalmente quando correspondido.
2

OceanoAzul.Sonhos disse...

Vírus, benção ou sorte, tudo é válido para viver um grande amor.
bjs querida
oa.s

нєllєи Cαяoliиє disse...

e até hoje prevalece.
'uma benção ou uma sorte'
nem sei também como denominá-lo! só sentir ;)
Amei o Post,Lindona!
Beijão e um ótimo find pra ti*

Vozes de Minha Alma disse...

BENDITO VÍRUS.
bJS.

Bbel disse...

Ah, o amor muita vezes nos basta! Noutras, arrasta-nos... pra cima, pra baixo. Mas sem ele não valeria um só fôlego nosso, não é mesmo?

O 100 toques além de geométricos, são certeiros.

cheiros meus,

Thii S. disse...

O amor e seu poder incomun de mudar as pessoas das mais lindas e absurdas formas!

Lindíssimo seu blog *-*
Beijos

Luana Almeida disse...

Uma delícia de alimento.
Sempre sublime e desgraçado.

Flores!

Márcio Ahimsa disse...

até hoje, o nome que eu dava a isso era fome...

...que depois, alguns poetas desatentos chamaram de amor, ou fogo que arde... coisa assim, meio camoniana, rs...

eu tenho fome disso.

Firefly disse...

Não importa saber o nome, sentir já é o suficiente.
Adoro seus textos, muito mesmo. Sempre que passo aqui me surpreendo cada vez mais.

olhar disse...

simplesmente lindo!Amei o que escreveu!!Que delícia que é quando a gente se sente assim, não é?

beijinhos e ótimo final de semana!

Bia

Lu disse...

Como hoje eu estou com a sensibilidade nas nuvens, meus olhos já ficaram aqui embaçados. As vezes é bom sentir tudo excessivamente, mas as vezes dá uma saudade de algo que não tem nome, nem cor, mas existe. rs
bacio

Miriane Fernandes disse...

Pra que saber o nome, sentir nos ocupa bastante !
E não há nada melhor!

Kiss.

Sam. disse...

tanta coisa cabe em tão pequena palavra! tanta coisa a compartilhar que nem importa como chamar...
é sentir... sentir e sentir...

Amei, Fer!

Um beijoo!

Van disse...

doença que só é boa se o vírus for contraído por dois reciprocamente

Obrigada por seguir-me e pelo comentário

Beijos!

Poeta da Colina disse...

Um bom nome para as coisas.

Suzana Martins disse...

Esse é um sentir que ultrapassa o coração...

beijos linda

Anônimo disse...

Eles ja sentem,, isso basta.
Praque nome??
Bonito isso,Fer.

Thay Negrão disse...

..e é esse amor que muitas pessoas buscam, e poucos sentem nessa intesidade.
Lindo o que você escreveu...
Bjoss...

Andressa disse...

Que vírus mais lindo! kk

Renata Diniz disse...

Para mim trouxe uma lição e alerta: a de pensar o que não é o amor. Pois nem tudo que dizem ser amor, de fato é. Bjs!

A Escafandrista disse...

Linda postagem Fê.

'Lara Mello disse...

Nossa, achei linda, mas eu sou suspeita para falar se sempre gosto de tudo por aqui! Bju

Mariz disse...

O amor qdo chega nos encanta e deixamos de sentir fome para sentir o carinho das grandes emoções.

beijos...Mariz

Gisley Scott disse...

Achei esse texto super bonito e poético.Gostei muito como vc tratou o sexo e o amor como uma fome, mas ainda assim com grande romantismo.

O sexo é muito mais que união de corpos e prazer, é união de alma e espírito tb:)!

Bjos

Daniel Deywes disse...

Muito lindo o que escreveu, parabéns ... O Seu blog é inspirador.

abraço

Daniel Deywes

Ana Morais disse...

Nada mais do que o amor, corpos amassados e a fome, a fome de se deixar contaminar...

Um beijo

Afrodite disse...

Não há nada melhor que isso no mundo...
Saudades de ti,amiga!
Beijo!

Um Blog com Meu Nome disse...

Ô vírus bom esse! rs
Lindo, amei.
Bjs

mfc disse...

Que linda forma de contar e sentir o amor!

Canto da Boca disse...

Até hoje! O amor é tão múltiplo, tão vasto...

Obrigada pela sua ida ao Canto, volte sempre, será um prazer!

E venha "simbora" conhecer o recife, menina!

;))

p.s.
eu adoro essa cara de quem acabou de acordar, mas que não pregou a noite toda, porque ama!

Mônica disse...

O amor deveria ser bem fácil de achar mas...
a gente precisa muitas vezes engolir cada sapo pra encontra-lo
Com carinho Monica

Patrícia Rocha disse...

É o mal necessário... esse vírus do amor!
Beijos mil para ti!:)

♥ Luciana Mira ♥ disse...

Um vírus ótimo de ser contraído, principalmente quando correspondido.
3

Ruby disse...

Um vírus que não precisa de vacina pra matar, mas merece ser alimentado.

Von disse...

Também gostava de ser atacado por um desses vírus...

Luu disse...

Ai que delícia.
Adorei tanto.

:*

Heat disse...

Porra!!

QUe lindo!!!!

LINDO demais. Poxa, obrigada pelo prazer de lê-lo.

flor disse...

Acho que não há uma outra palavra ou sentimento que possa definir.
Adorei, fê.
To cheia de saudade de conversar contigo rs.

Beijooos

Sentimental ♥ disse...

aha, adoro irritar pessoas desacostumadas...