Benditas Palavras Bem Ditas: Mistérios da humanidade # 4.

segunda-feira, novembro 15

Mistérios da humanidade # 4.


angelique houtkamp

 


Por que é tão difícil amar o próximo quando
o próximo está realmente próximo???


Fernand's




18 comentários:

Crista disse...

Muita proximidade quebra o encantamento...
Posso fazer propaganda de teu blog nos meus orkuts???
São só dois,mas as pessoas são queridas...e teu blog é tudo de bom!

Sentimental ♥ disse...

pq somos idiotas? pq o outro tem defeitos? pq pq pq?

Pimenta disse...

Ah, pensa na imagem...De perto a gente vê até os poros dilatados, a alça do sutiã e o band aid no calcan har, né?
E de longe, tudo se encaixa no que podemos ter sonhado um dia...
bjo

O gerente disse...

Tai uma questao enigmatica. Eu, por exemplo, amo tantos proximos que acabo levando a questão de aproximação de uma maneira delicada.

Zuza Zapata disse...

É uma questão que vive rondando minha cabeça... e "por que é tão fácil amar o próximo quando o próximo está distante?" Nesse caso, acho que amamos a nós mesmos, as nossas próprias fantasias.

Enfim...

Beijo doce menina! :*

Serginho Tavares disse...

talvez porque o próximo ande incomodando...
rs

Cogu Cogumelo disse...

É um desafio desafiador, já que esse próximo pode estar "próximo" mesmo, mas seu coração e mente estão longe, longe, longe.

Abraços.

Jessy Rodrigues disse...

Da mesma facilidade que amamos o próximo quando ele está distante. Talvez. Não sei.

BeijosEstalados

Vivian disse...

...não seria porque a intimidade
nos revela naquilo que mais tememos ou abominamos?

bj

Fernand's disse...

crista,
gosto da distância, mas gosto da proximidade às vezes. depende da pessoa. rs pode sim, obrigada.




sentimental,
engraçado, né?! como somos ridículos!




pimenta,
às vezes deve ser o medo de se decepcionar com a expectativa não correspondida. tens razão.

Fernand's disse...

gerente,
gosto, mas depende muito de quem seja! rsrs



zuza,
exato,
o que sonhamos, o que fantasiamos.




serginho,
hahahahaha
curto e grosso!

Fernand's disse...

vivian,
pode ser. boa colocação.





jessy,
é o medo... talvez.





cogu,
vc tocou num ponto verdadeiro... às vezes não é o que queremos amar.

Braulio Pereira disse...

o ser humano é assim

um mistério

Amor e odio

eu amo o proximo


beijos meus!!

do Mar disse...

quando estamos próximo do próximo por muito tempo, parece que os defeitos se sobressaem às virtudes, falta saudade, falta paciência, falta memória, vermos o quanto aquela pessoa tem de coisas boas, positivas, e pararmos de ficar querendo transformar as pessoas no que elas não podem ser. É lógico, a convivência é e sempre será muito complexo. Só sei que a próxima vez que a próxima ficar próxima, quero viver a vida de forma mais positiva e feliz possível, convivendo com seus pequenos defeitos e suas imensas virtudes, até porque, tenho certeza que vai valer a pena continuar a escrever essa nossa estória.

bjos,
do Mar

'Lara Mello disse...

Seres humanos, minha cara..Vai entender! Bju

Thiago disse...

Oi Fernand's

Obrigada pelo carinho e reciprocidade no meu espaço. Fico feliz que tenhas gostado! Interessante essa pergunta, eu acredito que a resposta é que nós só sabemos dar valor quando não temos. Infelizmente a natureza humana é essa. Superamos isso algumas vezes mas em regra precisamos perder pra valorizar.


Abraço!

Thiago

Anônimo disse...

quando falta amor, falta tudo!!!

★★ GIZA ★★ disse...

OLÁ
ADOREI SEU BLOG E ESTOU TE SEGUINDO
ME FAÇA UMA VISITA E ME SIGA
VOU ADORAR QUE SEJAMOS AMIGAS
BEIJOS