Benditas Palavras Bem Ditas: Mini conto com tempo contado.

quarta-feira, setembro 22

Mini conto com tempo contado.

riccardo boldorini


A bengala, a fiel companheira, apoiava aquele corpo encurvado. Lentamente entrando no restaurante, os passos de Seu Sid eram milimétricos e não tinham pressa, contrastando com a correria das pessoas e carros na rua. No rosto, um sorriso de felicidade do tipo que não precisa de motivo. Levou um minuto para chegar à mesa, distância que um jovem faria em 10 segundos. O garçom aproximou-se, ofereceu o cardápio, sugeriu o prato do dia e uma entrada. Com elegância recusou. O gerente da casa o cumprimentou: Como vai, Seu Sid? Muito bem, filho. E você? - respondeu estendendo a mão direita. Hoje está um dia tão quente, por que o senhor não ligou, entregaríamos em sua casa? Filho, uma vez por semana eu almoço fora. Escolhi hoje, o último dia de inverno. Quer razão maior do que comemorar o início de mais uma primavera para um velho de 86 anos? Mais um começo para quem está chegando ao fim?



Fernand's





18 comentários:

Adriana Polo.Demais pra minha Cabeça. disse...

Lindooooooooo!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Waw! Dizem a simplicidade beira a perfeição... isso vale pra esse 'post' cá... final tocante e bela lição... soa micro-conto... gostei!!!

Pros contos, indico um amigo blogueiro talentosíssimo:

http://blognotapreta.blogspot.com/

Abraço, Fernand´s

Fernand's disse...

Adriana,
=D



Francisco,
obrigada. Eu vi isso hoje. Um conto bem real. rsrs

Obrigada pela indicação. Abçs.

Pimenta disse...

.."Hei mama, eu quero morrer
bem velhinho assim sozinho,
ali bebendo um vinho
e olhando a bunda de alguém!"
Nei lisboa
Além do jardim

. intemporal . disse...

.

. bel.íssimo,,, este espaço .

.

. a ser a casa onde a palavra é asa . e a sílaba vogal e consoante lírica lassa .

.

. na linha d`água onde o vento passa .

.

. "amei.de.amar" e re.voltarei sempre,,, .

.

. sou por ora "seguidor" assíduo .

.

. abraço.te .

.

. paulo .

.

Fernand's disse...

Pimenta,
adorei!



Intemporal,
obrigada por lindas palavras. Seja bem vindo. Bjs meus

Assis Freitas disse...

quando se chega a uma certa idade, os movimentos cronometrados passam a fazer parde da personalidade,


abraço

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Caraca!!! It´s real?! Só dá mais importância ao gesto ainda... lembrar sempre que a arte imita a vida... ;)

Fernand's disse...

Francisco,
o personagem é real... Tê-lo visto entrando me encheu de vida, que carinha feliz, um velhinho que parecia mais um anjo. Não me contive, apresentei-me e batemos um papinho... Peguei seus dados pessoais e o resto ficou por conta da minha imaginação. rsrs








Assis,
inevitável.

Braulio Pereira disse...

belo belo

temos vida

nâo idade


beijo meu!!

Teofilo Ottoni disse...

Fernand's, aqui uma vez mais.
Minha mama fez 89 segunda passada.
E é muito parecida com Seu Sid, em esperança, em vontade de aproveitar tudo aquilo que ainda vem por aí.
O que é mais surpreendente nisso tudo, aos 89 anos (ele com 86, o Lan com 82), é o amor fundamental e prazeroso da vida.
É o amar viver.
Por isso estão aí, no dia a dia.

Uma vez mais, lindo texto, tocante.
Lembrei de minha mãe.
Um beijo fraterno para voce.
Adorei.
Teo

Luis Nantes® disse...

Nossa!! Uma escritora me seguindo... Uhauuu!!! Tô chick, né? Mas obrigado pela visita e certamente além de seu seguidor, também vou ser seu fã, tá? Seu espaço aqui é maravilhoso...
Beijos

O gerente disse...

Fer
Gosto de escrever meus textos, mas de ler os seus. Encontro o que preciso para nao seguir incompleto.
E deixemos o velhinho completar primaveras em sua vida. Beijos!

aluisio martins disse...

perfeito!!! mais um começo e por todo sempre e sempre estamos proximos do fim - outro começo - sem fim...
abs

Sentimental ♥ disse...

esses são os melhores começos...

Júlia Zuza disse...

Lindo texto! Sensível, emocionante. Acho que a passagem do tempo é mais sentida pelos ocidentais do que pelos orientais. Me parece que aqui é mais dolorido envelhecer...

Adorei.

Fernand's disse...

Teo,
parabéns pela sua mãe... Quero que a minha chegue nessa idade. na verdade gostaria que ela fosse eterna! rs Bjs, meu amigo.




Luís, seja bem vindo. Fique à vontade. Bjs meus




Gerente,
já deixei... Um velhinho tão lindo que enche qualquer um de vida. Obrigada por tuas palavras. Adoro teus textos tbm. De verdade. bjs.

Fernand's disse...

aluisio,
o quie abaca aqui, começa acolá... Bem lá... Sermpre próximo do fim para um novo começo. Bom ver vc por aqui novamente. Abçs, querido.




Sentimental,
vida. Pura vida.





Júlia,
a diferença está na cabeça. Bjs, linda.